sábado, 30 de outubro de 2010

"Não sinto raiva, não sinto nada. Sinto saudade, de vez em quando. Quando penso que podia ter sido diferente...

- Diferente, diferente. Será que as coisas poderiam memso ser diferente do que são? Não sei se existe um plano traçado, com um destino um roteiro..." (Caio F.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário